O que fazer em Marrakech

Marrakech, Marrocos

Conhecer a Medina de Marrakech, a parte antiga da cidade repleta souks.
 
Conhecer a Praça Djemaa el-Fna, o ponto de encontro e coração da cidade, um imenso teatro e restaurante ao ar livre, com malabaristas, encantadores de serpentes, contadores de histórias e mágicos. Ao redor da praça há cafés e restaurantes panorâmicos com varandas, onde você pode assistir ao espetáculo. É Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO.
 
Visitar o Museu Dar Si Said, o palácio do final do século 19 e considerado um dos mais belos da cidade que abriga o Museu de Arte Marroquina.
 
Ir ao Museu de Marrakech, que abriga num antigo palácio do século 19 de estilo árabe-mouro obras de artesanato e cerâmica local.
 
Ir ao Palácio El-Badi construído no século 16. Tudo o que resta são devastadas paredes de barro que encerram uma grande praça, mas que mesmo assim são impressionantes. É considerado uma das obras-primas da arte muçulmana, além disso, possui um grande valor espiritual para os marroquinos e proporciona uma vista única da cidade.
 
Fazer a visita guiada ao Palácio e Museu El-Bahia, o suntuoso palácio cujo nome significa resplendor.
 
Conhecer o Bairro de Guéliz ou Ville Nouvelle que concentram os hotéis de luxo, bares e restaurantes da moda.

Ir à Estação de Trem em Guéliz (ONCF), o edifício que também é Shopping Center, que mistura a modernidade ocidental e arte muçulmana.

Ir ao Hotel Mamounia, famoso hotel construído em 1923 que pertenceu ao príncipe El-Moumen para conhecer o celebre Jardin de la Mamounia. Tomar um drinque no terraço do Hotel para admirar os jardins de Menara.

Conhecer o Majorelle Museum (Majorelle Gardens), um dos lugares mais encantadores da cidade que possui diferentes jardins e fontes, além de um museu com artesanato islâmico. É também o local onde estão depositadas cinzas do estilista Yves Saint Laurent, dono do lugar.

Ir ao Jardim Menara, o complexo de vários jardins construído no século 12 pelos reis almohades que possui um elegante pavilhão de azulejos. Imperdível no pôr-do-sol.
 
Conhecer um dos Hammans (Banhos Árabes ou saunas coletivas) espalhados pela cidade.

Contemplar o elegante minarete da Mesquita de Bab Doukkala.

Conhecer ao Zaouia de Sidi Bel Abbès, que abriga o túmulo do grande santo padroeiro da cidade do século 12.
 
Ir ao santuário e a Mesquita de Qadi Ayad, um dos sete santos padroeiros da cidade. Além disso, o Koubba Ba’adiyin o único monumento almorávida que restou na cidade, um dos pontos artes da arte islâmica.

Visitar o Jardim Aguedal (Jardin Agdal) criado no século 12 e é o mais grandioso de todos os jardins, possui mais de 400 hectares e três quilômetros de comprimento, rodeado por muralhas com portões, lagos e diversos pomares.
 
Ir a Mesquita Kutubiyya o principal monumento da cidade com um estupendo minarete de 70m visível em qualquer ponto da cidade. A entrada é permitida somente aos muçulmanos, mas os jardins que a circundam rendem agradáveis passeios. Está entre as maiores obras de arquitetura do Norte Africano. Possui lindas vistas no pôr-do-sol e à noite.

Ir á Tumbas de Saadianas, o mausoléu do século 16 possui trabalhos em madeira, mosaicos, teto com estalactites trabalhadas, colunas de mármore e versos do alcorão gravados nas paredes, além de ser muito florido.
 
Conhecer a Medersa Ben Youssef, construída por volta de 1570 usada como escola corânica e albergue até 1962.  Possui pátios centrais e salas com trabalhos de azulejos, mensagens do alcorão e talhas nas paredes.

Apreciar alguns dos babs (portões) espalhados em 16km de muralhas da cidade.

Almoçar no Les Terrasses de I’Alhambra.

Comtemplar a linda vista da Medina e das montanhas no pôr-do-sol no Café de France.
 
Conhecer Maison Tiskiwin, a bela casa que abriga coleção de artefatos e peças têxteis marroquinas que foram reunidas desde 1950 pelo historiador de arte holandês Bert Flint.

Conhecer o Mellah, o antigo bairro judeu da cidade que foi criado no século 16 e agora é habitada principalmente por muçulmanos. Há sinagogas pequenas que podem ser visitados com a ajuda de um guia local.

Ir à Essaouira que fica na costa atlântica, a aproximadamente 150 quilômetros de Marrakech.

Visitar a Cordilheira do Atlas, uma série de picos nevados que fica a poucos quilômetros da cidade e pode ser feito em um dia.

Fazer um passeio pelo Deserto do Saara.

Passar uma noite no Acampamento no deserto.
 
Poderá também gostar de:
Trabalho voluntário
O trabalho voluntário é uma oportunidade de enriquecer o currículo, ajudar quem precisa e ainda ter uma experiência inesq
Passeios em Seychelles
Selecionamos 20 maneiras diferentes de explorar este paraíso.
Seychelles
Um paraíso tropical formado por 115 ilhas de praias de areia branca, águas cristalinas e vegetação abundante.
Savana Africana
O famoso Kruger Park oferece uma experiência de vida selvagem que se classifica como a melhor da África.

Busca

Tradutor

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Spanish